Make your own free website on Tripod.com

ATA DE REUNIÃO ADMINISTRATIVA No 4

 Rio de Janeiro, RJ, 23 de Outubro de 2003.

PRESENÇAS: Sra. Helena Meyer (Síndica), Sr. José Antônio B. Vieira (Sub-síndico), Sr. Carlos Marcelo Pereira das Neves (Membro efetivo do Conselho Consultivo), Sr. Sylvio Massena (Presidente do Conselho Consultivo), Sra. Angela Penha Fernandes Vieira (Membro suplente do Conselho Consultivo), Sra. Sandra V. Rodrigues (Membro suplente do Conselho Consultivo), Sr. Cezar Cavalcante (Membro efetivo do Conselho Consultivo), Henrique Martins (Gerente do Condomínio).

 1 – Exposto pelo Sr. Enio, Supervisor Geral da Promenade, o fluxo de caixa do Condomínio e a sua forma de utilização como um instrumento gerencial capaz de auxiliar a Administração a acompanhar com segurança as contas diariamente, e subsidiar informações para a Síndica e Conselho para as tomadas de decisões. 2 – Solicitado pela Sra. Helena e complementado pelo Sr. José Antônio, a separação dos valores de receita para ser possível visualizar o que se destina ao Caixa do Condomínio e o que é de repasse para Associação Mundo Novo. Solicitado também pela Síndica, Sra. Helena, a interveniência da Promenade junto à Associação, para que seja postergado o vencimento da primeira cota desta instituição. A Sra. Helena colocou o posicionamento dela e do Conselho Consultivo em concordar com a assinatura do termo de responsabilidade proposto pela Associação Mundo Novo. 3 – Feita uma explanação sobre a situação financeira inicial do Condomínio pelo Sr. Enio, com a conclusão de que com a receita arrecadada até esta data e a previsão de despesas pessimista até o dia 06 de Novembro, fecharíamos o mês já com um superávit de aproximadamente R$ 4.000,00, inclusive levando-se em consideração a inadimplência apurada até então. O Sr. Sylvio Massena fez uma colocação pedindo atenção no rateio com a Gafisa da conta de energia deste mês, levando-se em consideração o período de leitura da conta. 4 – O Sr. José Antônio expôs sua preocupação com a aquisição de um grupo gerador  dos motivos de segurança e para isso que desde já se iniciasse a estudar uma forma de arrecadar um fundo específico para tal investimento. Foi explicado que já estávamos no processo de coleta de informações e tomada de preços para o grupo gerador de emergência incluindo a planilha do cálculo de carga e as possibilidades de localização no subsolo, para termos o gerador mais adequado para o Condomínio com melhor eficiência e menor custo.   05 – Decidido por unanimidade na existência de um critério de contratação de pessoal em que se o candidato estiver com qualquer problema em seu levantamento criminal, deverá ser eliminado da seleção independente de qualquer situação. 06 -  Questionado como são aplicados os recursos financeiros do Condomínio, quando há superávit, que aplicação é feita com este “extra”. Foi explicado pelo Sr. Enio que para evitar conflitos internos sobre as quais seriam os fundos de investimentos mais rentáveis, a Promenade tem como prática, orientar aos condomínios a optarem pela poupança, até mesmo para evitar riscos. 07 – Apresentado pela Sra. Helena a cotação em execução, do seguro do Condomínio, levando-se em consideração os critérios aprovados pelo Conselho para a escolha da seguradora. Decidido que a escolha final da seguradora a ser contratada será na próxima reunião de Conselho, dia 28/10/2003 e na próxima Assembléia Geral Ordinária o Conselho referendará a contratação do seguro, atendendo a exigência da Convenção do Condomínio. 08 – A Sra. Helena questionou a Promenade sobre a cobrança do escritório jurídico dessa Administradora, para analisar os contratos de manutenção do Condomínio. O Sr. Enio se comprometeu em desconsiderar a cobrança feita para análise do Contrato com a empresa Pool Rescue e explicou a razão por que a Promenade está cobrando este serviço por fora do contrato. O Sr. Enio levará o assunto à Diretoria da Promenade avaliarem a questão, conforme solicitação da Síndica. 09 – Colocado pelo Sub-síndico, Sr. José Antônio, que a Promenade deveria atuar como uma Secretaria Executiva, com o objetivo de executar as determinações do Conselho e Síndica, que juntos deveriam ser responsáveis por dirigir e normatizar o Condomínio Mare Vita, como se fosse um “órgão legislativo”. O Sr. José Antônio complementou, salientando não ser coerente  a Promenade cobrar as análises de contratos já que esta Administradora é a responsável pelos atos administrativos e que lhes são determinados. O assunto foi complementado pela Sra. Angela, que fez observações sobre as definições das responsabilidades e competências da Promenade, Síndica, Sub-síndico, Conselho Consultivo e Gerência do Condomínio. 10 -  Solicitado pela Sra. Helena uma senha para desde já iniciar o acompanhamento dos extratos da conta corrente do Condomínio. 11 – Após debate sobre a questão da TV por assinatura, foi decidido chamar a empresa que propôs instalar antena multiusuário da SKY e Directv, sem custo para o Condomínio e fazer divulgação interna do produto para os moradores. 12 – Apresentado pelo Sr. Sylvio Massena o andamento da negociação com a Otis para o contrato de manutenção dos 06 elevadores, apontando os itens relevantes como  diminuição do aviso prévio de 90 para 30 dias, desconto de 50% em 03 meses. Solicitado ao gerente do Condomínio, Sr. Henrique, a continuidade da negociação com a Otis, tentando baixar o prazo do contrato para 02 anos ao invés de 03, como está na proposta. 13 – O Sr. Sylvio indagou se todas as documentações do Condomínio estão adequadas com o novo código Civil. Sendo necessário esta verificação principalmente sobre o uso das vagas de garagem por terceiros (outras pessoas fora do Condomínio).